COMPORTAMENTO

Leia esse texto se você tem sonhos estagnados

sonhos

Como escrever sobre sonhos? Ainda mais quando estão parados no tempo? Eu poderia começar esse texto citando aquela música do Renato Russo: voltamos a viver como há dez anos atrás e a cada hora que passa envelhecemos dez semanas. Só que há dez anos atrás eu tinha doze anos. E aos doze anos minha única certeza na vida era que aos vinte e dois anos eu já estaria morando no meu próprio apartamento, viajando o mundo, com uma carreira profissional incrível, uma vida saudável e meu próprio cachorro (da raça labrador, que chamaria de Jack).

Parece que eu estou decepcionando aquela garotinha, porque não tenho um apartamento para chamar de meu. Muito menos um labrador. E a vida saudável? Bem, vamos mudar de assunto.

Mas eu não esqueci esses sonhos, por mais que estejam estagnados. Pelo contrário, estão todos bem guardados e organizados no meu ser. E é por aquela garota de doze anos – cheia de certezas – que eu me levanto todas as manhas para tentar mais uma vez.  Falho, erro, caio, levanto, tento de novo, acerto, erro de novo e desanimo, mas nunca desisto.

Ninguém me avisou que, no auge dos meus vinte e poucos anos, a vida seria tão diferente do que eu havia sonhado. Podiam ter me alertado sobre as pedras no caminho. Será que me alertaram? Vai saber, eu só tinha doze anos.

Às vezes sinto como se estivesse correndo atrás de algo que ainda não sei o que é. Há dez anos atrás tudo parecia ser tão simples. Sonhar era mais simples.

Mas os sonhos ficaram para criança de doze anos, e agora tá na hora de encarar a realidade da vida. Esse é o momento de transformar os sonhos em planos, criar metas e manter o foco. Se desesperar na primeira dificuldade também, é normal, mas respirar fundo e seguir em frente.

Aprendi que comparar o meio caminho andado de alguém com o início da minha caminhada não ajuda em nada. E se você também tem feito isso, por favor, por você, pare. Cada ser dessa terra tem uma missão. Talvez você ainda não tenha encontrado a sua, ou já encontrou, mas ainda não a compreendeu, ou já compreendeu, mas ainda não a aceitou. Tá tudo bem, mesmo. Vai no seu ritmo.

Me desculpem, mas eu vou citar a música do Renato de novo: a riqueza que nós temos ninguém consegue perceber.  Não use a vida de outra pessoa como base para sua, ainda mais se isso for te deixar desmotivado. Busque inspiração, sim, isso está liberado, mas não se martirize por não ser igual. Não queira ser igual, queira ser você. Enxergue a riqueza que existe em você, mesmo que ninguém mais a perceba.

As coisas não costumam acontecer no tempo em que planejamos, mas sempre acontecem do jeito certo e, principalmente, na hora certa. Não desista, até porque negatividade só atrai negatividade.

Agarre-se a isso: se ainda não aconteceu, ainda não chegou a hora, mas quando a hora chegar será perfeito.

Eu ainda não realizei todos os sonhos da menininha do início desse texto. Seria mais fácil se todos os nossos desejos, sonhos, planos e projetos se realizem como mágica, igual aos contos de fadas da infância. Mas quando olho para minha bagagem da vida, há muito mais conquistas acumuladas do que aquela menina poderia ter imaginado.

Vamos seguir em frente, enfrentando o mundo. Construindo os degraus que nos levarão a realizar os sonhos de criança e aproveitando o caminho para sonhar cada vez mais alto.


 Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

Facebook Twitter Instagram Pinterest Flickr SnapChat (diariodesereia)

Postagem anterior Próximo Post

27 Comentários

  • Resposta Rodrigo 22/11/2016 em 16:48

    Excelente texto , veio em boa hora

    • Resposta Ariel Moraes 22/11/2016 em 23:06

      Fico feliz que tenha gostado! E espero que minhas palavras tenham te ajudado!

  • Resposta Suellen Marques 08/02/2017 em 00:32

    Me identifiquei muito com a escrita do texto. E, realmente, tudo o que você disse é muito importante. Sonhos estagnados, não devem ser sonhos acabados. Sonhar é o que nos motiva a viver. Realizar é uma dádiva. ❤️ Parabéns!

    http://www.dezembro22.blogspot.com.br

  • Resposta Larissa Alves 08/02/2017 em 00:54

    Adorei o texto ♥
    Isto me faz pensar em alguns anos atrás, quando sonhava que com 20 anos também teria meu próprio apartamento, vários gatos e cachorros e seria bem sucedida no meu trabalho; isto é, além de me casar com um astro do pop haha
    Mas, olhando para trás, percebo que aquelas vontades e desejos foram algo passageiro, e que, mesmo que eu não tenha mais as mesmas vontades, é preciso continuar lutando para conquistar meu lugar no mundo.

    • Resposta Ariel Moraes 08/02/2017 em 12:01

      Fico feliz que tenha gostado, Larissa!
      Você está certa: precisamos continuar lutando pelo nosso lugar no mundo ♥
      Não importa quantas vezes nossos sonhos e desejos mudem rs
      Nem sempre as coisas vão acontecer no tempo de planejamos, mas se for pra ser…será!
      Beijinhos ♥

  • Resposta aninhasaraiva 09/02/2017 em 14:55

    “Às vezes sinto como se estivesse correndo atrás de algo que ainda não sei o que é.” esse trecho me definiu completamente. Hoje eu tenho 20 anos e queria ter 10. Eu adorei seu texto, diz muito sobre nossos sonhos ❤

  • Resposta Daniel Dornelas 22/03/2017 em 15:07

    Veio em boa hora!

    Texto perfeito.

  • Resposta Bea Pires 22/03/2017 em 21:12

    Olá!
    Olhe, eu não sei dizer sequer o quanto amei essa sua reflexão, o quanto me identifiquei nela e o quanto me revi nos seus pensamentos, na forma como explica o que sente em relação àqueles sonhos que tinha em menina, que deveriam ser o seu agora… Temos quase a mesma idade e deve ser geral, porque me sinto exatamente assim. Mas acredito que tudo o que nós fazemos é exatamente para construir, para ser e para ter aquilo que um dia sonhámos. E de uma forma ou de outra havemos de lá chegar! 🙂
    Beijos

    • Resposta Ariel Moraes 22/03/2017 em 21:21

      Oi, Bea!
      Acho que estamos na idade de refletir, sabe? E de nos descobrir.
      Que não percamos a fé, e a esperança de que todos os nossos sonhos vão se tornar realidade.
      Beijão linda ♥

  • Resposta Ana Caroline 23/03/2017 em 06:27

    Oi, Ariel.
    Enquanto crianças criamos inventamos inúmeras coisas que queremos quando crescermos, mas a realidade é totalmente diferente do que esperamos. A vida nos prega uma peça e tanto!
    Adorei o seu texto, ficou maravilhoso.
    Viva aos sonhos!

  • Resposta Léo Barreto 23/03/2017 em 09:31

    Olá Ariel!
    Não é fácil entender aquilo que realmente queremos e para onde vão os nossos rumos. Há 10 anos atrás meus caminhos eram tão diferentes que eu me espanto só de pensar. Bela reflexão!

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:39

      Oi, Léo!
      É verdade, há 10 anos eu não poderia nem imaginar viver tudo o que vivi.
      A vida é assim, uma caixinha de surpresas ♥

  • Resposta Alice Martins 23/03/2017 em 09:56

    Oi Ariel, tudo bem?

    O que posso dizer além de: me debulhei em lágrimas com o seu texto? Sabe quando você sente que cada palavrinha foi escrita para você e vieram no momento que você mais precisava delas, então, foi isso que senti com seu texto. Ás vezes tenho muita vontade de largar os sonhos da menininha de 12 anos e deixar tudo para o mar levar. parece que quanto mais tento algo, não alcanço meus propósitos. Seu texto veio a calhar e serviu como a motivação que eu necessitava. Parabéns! Ficou sensacional!

    beijos!

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:37

      Oi, Alice!
      Vem cá para eu te dar um abraço.
      Olha, vai dar tudo certo. Eu sei, às vezes parece que tá tudo perdido. Mas eu me agarro a um pensamento: nada é por acaso, o mundo às vezes precisa desabar ao nosso redor para que algo melhor aconteça.
      Não desiste dos seus sonhos não, viu?
      Beijão e força ♥

  • Resposta Vitor Vallombroso 23/03/2017 em 10:06

    É um texto interessante, sem dúvidas. E tem muitas verdades nele. É curioso que você siga em frente pela menina de 12 anos. Eu sigo pelo rapaz de 21, que precisa disso como se tivesse 11.

  • Resposta Mii 23/03/2017 em 13:54

    Como te entendo :/ sem dúvida, quando somos pequenos sonhar é mais fácil! Mas vamos pensar, será que estamos a fazer aquela mocinha de à dez anos atrás orgulhosa? Pessoalmente não sinto que esteja assim tão mal 🙂 Basta fé, confiança e pó de fada *** (e trabalho claroooo! eheh)

    Beijinhos,
    Mii

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:33

      Oi, Mii!
      Nossa, me pergunto isso com muita frequência!
      Adorei o “pó de fada” haha ♥

  • Resposta Blog Quero ser Alice (@quero_ser_alice) 23/03/2017 em 17:00

    Oi Ariel, tudo bem? O texto é realmente incrível. Concordo com você, os sonhos que tinham quando crianças eles as vezes podem não se realizar, assim como podem mudar, dando lugar a novos sonhos. O importante é sempre sonhar e buscar realizar aquilo que nos faz feliz. Beijos, Érika ^.^

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:31

      Oi, Érika!
      É isso aí, o importante é não deixar de sonhar ♥

  • Resposta lorenacaribe 23/03/2017 em 21:03

    Olá! Precisamos lembrar dos nossos sonhos, até mesmo aqueles que parecem ser os mais difíceis de ser realizar. É continuar acreditando que é possível, que tudo acontece no tempo certo e a vida é uma grande lição. Boa sorte ❤️

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:30

      Oi, Lorena!
      Com certeza, a vida é uma grande lição!
      Acredito que tudo tem uma razão para acontecer!
      Beijão ♥

  • Resposta saahfinoti22 24/03/2017 em 15:08

    Oi!
    Gostei muito do seu texto, realmente quando a gente sonhava há alguns anos atrás tudo parecia fácil, mas a cada ano vai ficando mais difícil realizar os sonhos.. rsrsr
    Mas é claro que isso não quer dizer que estamos fazendo tudo errado, muitas coisas que eu não planejava entraram na minha vida para melhor, e são essas pequenas coisas que nos tornam quem somos

    • Resposta Ariel Moraes 07/04/2017 em 14:29

      É verdade, Sabrina.
      Algumas vezes as coisas parecem perder o rumo, mas é só para conquistarmos algo melhor ainda ♥

    Deixe um comentário