Navegação

Vida

COMPORTAMENTO

Persistência ou teimosia?

Você já parou no meio do caminho e se perguntou se valia a pena? Alguma vez se questionou se era por ali mesmo que deveria seguir? E se existirem outros atalhos? Mas, e se não for nada disso?

Ah, a vida. Nesse momento nem sei mais para qual direção eu dou o próximo passo. Há quem diga que é sempre para frente. Mas, será que é?

Tenho pensado em fazer diferente, e dar um passo para traz. Só para enxergar essa coisa toda de longe e ter certeza que não estou deixando passar nada. Será que assim consigo descobrir onde estou errando?

Esse negócio de idealizar a vida, sonhar, ter planos, criar coragem e correr atrás, não está fácil. Você passa boa parte da sua vida preocupada em agradar as pessoas, fazer o que esperam que você faça, se anulando, se esquecendo. Até que um belo dia a coragem toma conta de você, e uma explosão de entusiasmo toma conta de tudo. Agora vai.

Mas, não vai.

Você tira todos aqueles sonhos da gaveta, começa a se dedicar, dar o seu melhor e nada. Absolutamente, nada. Só que agora você está focando em algo que acredita, certo? Está tomando o controle das suas vontades e desejos, se importando menos com o que vão achar de você e acreditando mais em si mesmo. Então, qual o porquê de não ser mais fácil?

Aprende a controlar sua respiração. Afinal, não quer ter outra crise de ansiedade. Passa as noites em claro estudando, criando metas e as executando. Sonha acordada. Sonha dormindo. Sonha e vai atrás. Mas, não dá certo. A coisa toda não sai do lugar, por quê?

Talvez o fato de não dar certo é um jeito que a vida tem de dizer que não é esse o caminho. Ou, que esse sonho não nos cabe. Mas, até quando insistir em um sonho é persistência? E como saber quando essa persistência se torna teimosia?

São muitas perguntas, eu sei. Ainda não consigo responder todas, mas, se você está passando por algo parecido, saiba que não está sozinha.


 Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

FacebookTwitterInstagramPinterest 

COMPORTAMENTO

Gratidão

gratidao

Não sei se hoje foi um dia bom, pensei sobre isso antes de dormir. Pensei nas minhas falhas e dissabores, no medo, na raiva, na decepção e todos os sentimentos vividos. Me questionei várias vezes: Porque eu sinto tanta dor? Porque eu tenho que me decepcionar? Porque eu tenho que sofrer? Porque?

Por um momento achei que não teria respostas para tantos porquês.

Virei pro lado e continuei pensando na minha vida, no meu dia. Então comecei a refletir e conversar com Deus. Comecei agradecendo por mais um dia de vida, por saber que minha família estava bem. E então agradeci pela comida que me alimentou e a água que me saciou quando tive sede. E fui percebendo que tinha mais motivos pra agradecer do que reclamar.

Agradeci por ter sido forte quando a dor bateu e eu ter tido forças pra seguir. Agradeci por, mesmo nas minhas derrotas, eu ter levantado e começado tudo de novo. Agradeci por todos os “não” que recebi, porque me incentivaram ainda mais a ir em busca do “sim”. Agradeci por ter tido medo, pois ele me mostrou que sou capaz de superar. Agradeci pela raiva, porque entendi que não quero esse sentimento pra mim e nem pra minha vida. Agradeci por errar, pois aprendi que sou humana e que não sou, e nunca serei, melhor que os outros.

Enfim, compreendi que na verdade não deveria estar tão chateada. Hoje foi um dia de aprender. E o que eu mais aprendi nesse dia, foi que conversando com Deus entendi o sentido da gratidão. Mesmo que tudo pareça ruim, que sua vida pareça um buraco escuro e sem fim, observe o lado bom de tudo e será grato por ter forças de superar um novo dia, uma nova história, uma nova página.

Tive a certeza que Deus queria e quer sempre o melhor pra mim, e que mesmo eu achando tudo terrível, eu não estava sozinha. Deus caminha comigo em todos os momentos. Então fechei os olhos, aquietei meu coração e fui dormir.

COMPORTAMENTO

Transborde sentimentos bons

transbordesentimentosbons

Transborde sentimentos bons!
Sorria mesmo quando triste.
Lute apesar das derrotas.
Ande por caminhos não traçados.
Decida entre o certo ou errado.
Goze dos mais simples momentos.
Caminhe contra ao vento!

Seja você mesmo!
Não de ouvidos aos outros.
Tenha sempre uma palavra amiga.
Abra mão do que tem que ir.
Escolha o que fica.

Deixe a correria de lado.
Pois o tempo não volta.
Abra mão de algo.
Ame e seja amado.

Corra descalço pela grama.
Suba numa árvore agora.
Cante e encante.

Deixe transparecer o que há dentro de você.
Não tenha medo.
Não tenha vergonha.
Apenas seja você, mais por você mesmo.

Entregue-se ao seu interior.
Permita que seus sentimentos e pensamentos fluam.
Viva sua vida e seja feliz!