Navegação

Vida

COMPORTAMENTO

Persistência ou teimosia?

Você já parou no meio do caminho e se perguntou se valia a pena? Alguma vez se questionou se era por ali mesmo que deveria seguir? E se existirem outros atalhos? Mas, e se não for nada disso?

Ah, a vida. Nesse momento nem sei mais para qual direção eu dou o próximo passo. Há quem diga que é sempre para frente. Mas, será que é?

Tenho pensado em fazer diferente, e dar um passo para traz. Só para enxergar essa coisa toda de longe e ter certeza que não estou deixando passar nada. Será que assim consigo descobrir onde estou errando?

Esse negócio de idealizar a vida, sonhar, ter planos, criar coragem e correr atrás, não está fácil. Você passa boa parte da sua vida preocupada em agradar as pessoas, fazer o que esperam que você faça, se anulando, se esquecendo. Até que um belo dia a coragem toma conta de você, e uma explosão de entusiasmo toma conta de tudo. Agora vai.

Mas, não vai.

Você tira todos aqueles sonhos da gaveta, começa a se dedicar, dar o seu melhor e nada. Absolutamente, nada. Só que agora você está focando em algo que acredita, certo? Está tomando o controle das suas vontades e desejos, se importando menos com o que vão achar de você e acreditando mais em si mesmo. Então, qual o porquê de não ser mais fácil?

Aprende a controlar sua respiração. Afinal, não quer ter outra crise de ansiedade. Passa as noites em claro estudando, criando metas e as executando. Sonha acordada. Sonha dormindo. Sonha e vai atrás. Mas, não dá certo. A coisa toda não sai do lugar, por quê?

Talvez o fato de não dar certo é um jeito que a vida tem de dizer que não é esse o caminho. Ou, que esse sonho não nos cabe. Mas, até quando insistir em um sonho é persistência? E como saber quando essa persistência se torna teimosia?

São muitas perguntas, eu sei. Ainda não consigo responder todas, mas, se você está passando por algo parecido, saiba que não está sozinha.


 Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

FacebookTwitterInstagramPinterest 

COMPORTAMENTO

Só temos uma chance nesse mundo

SÓ TEMOS UMA CHANCE

“Não morra sem viver”.

Li essa frase um dia desses em um post do instagram e desde então ela ficou martelando na minha cabeça. Afinal, é um sábio conselho. Refletindo sobre essa frase, comecei a analisar minha vida e enumerar questionamentos sobre a chance de ter uma vida mais feliz e saudável que ando desperdiçando.

O que eu estou deixando de viver?

Quantos sonhos estão esperando eu tomar coragem para realiza-los?

Do que eu tenho me privado?

Eu estou fazendo o que me faz, realmente, feliz?

E você? Já se fez as mesmas perguntas? Algumas de minhas respostas me deixaram assustada, de verdade. A lista de sonhos/planos/vontades que eu tenho guardado, que nunca tive coragem de colocar em prática, tantos projetos que poderiam dar certo, é maior do que eu esperava. E eu estou deixando tudo isso de lado a troco de quê?

Eu só tenho uma chance nesse mundo para viver plenamente e ser feliz. Uma chance de fazer a diferença e mudar o mundo, nem que seja só um pouquinho.

Eu tenho fôlego de vida, eu tenho saúde, então porque eu estou desperdiçando esse privilégio que Deus me deu?

Tá na hora de acordar para a vida, Ariel.

A partir de agora, e não depois ou amanhã, vamos todos viver. Ao acordar, a cada manhã, vamos todos agradecer, pois a gratidão pelo o que já se tem fortalece a alma. Vamos viver nossos sonhos, pôr em prática nossos projetos pessoais e fazer o que nos faz sorrir.

Eu posso. Você pode. E o mais importante: nós merecemos. Merecemos ter uma vida extraordinária! Pois é isso que Deus quer para os seus filhos. Só depende de mim. Só depende de você. Não é justo deixar que o medo nos mantenha acomodados em rotinas cansativas que não trazem satisfação pessoal. Nós só temos uma chance nesse mundo!

Então, não morra sem viver a vida dos seus sonhos.


Me acompanhe nas redes sociais:

FacebookTwitterInstagramPinterest • SnapChat (diariodesereia)