Navegando aqui:

FOTOGRAFIA

FOTOGRAFIA

A fotografia e seus principais inventores | Parte I

afotografiaeseusprincipaisinventores1

Uma história e muitos inventores, essa é uma verdade sobre a fotografia. Houve muitas contribuições de artistas, filósofos, inventores, químicos e curiosos para que a fotografia se torna-se possível. Como expliquei no primeiro artigo sobre fotografia – e se você ainda não leu é só clicar aqui – vou começar pela história e depois seguir para parte técnica. E para esse artigo não ficar muito longo, eu resolvi dividi-lo em algumas partes. Então vamos conhecer os principais inventores por traz dessa arte maravilhosa?

ARISTÓTELES

aristoteles

Foi um filósofo grego, aluno de Platão. Seus escritos abrangem diversos assuntos, como a física, a metafísica, as leis da poesia e do drama, a lógica, a retórica, o governo, a ética e a biologia. Ele observou a imagem do Sol, em um eclipse parcial, se projetar no chão em forma de meia lua ao passar seus raios de luz por um pequeno orifício existente em uma folha de plátano. Percebendo que quanto menor fosse o orifício mais nítida era a imagem. A descoberta da Câmara Escura – que vamos estudar nos próximos artigos – é atribuída a Aristóteles.

ALHAZEN

alhazen

Foi físico, matemático e pioneiro da óptica. Um dos primeiros a explicar o fenômeno dos corpos celestes no horizonte. Escreveu como observar um eclipse solar no interior de uma câmara escura. Explicou que a reflexão do objeto do outro lado da câmara ocorria quando, devido ao pequeno orifício, somente um raio de luz passava pela extremidade do objeto, atravessava o orifício e refletia do outro lado da caixa.

LEONARDO DA VINCI

leonardo

Uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento. Se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. Examinou a câmara escura e demonstrou possibilidades no uso para o desenho, facilitando a reprodução das imagens reproduzidas. Ele disse: “Quando as imagens dos objetos iluminados penetram em um compartimento escuro através de um pequeno orifício e se recebem sobre um papel branco situado a uma certa distância, veem-se no papel os objetos invertidos com sua formas e cores próprias”.

ANGELO SALA

Físico e químico italiano, em 1604 estudou o escurecimento de alguns compostos de prata pela exposição à luz do Sol. Em 1614, demonstrou que o nitrato de prata era escurecido pelo Sol, assim como o papel que estava próximo, e publicou suas descobertas. Angelo Sala nunca se formou em uma universidade, mas aprendeu química na Veneza. Seu trabalho foi um passo a frente para uma melhor compreensão das reações químicas.

 GIOVANNI DELLA PORTA

giovannidellaporta

O que faltava em sua época era uma maneira efetiva de fixar as imagens produzidas pela luz na câmara escura. Que já vinha sendo utilizada como objeto de apoio a pintores e desenhistas desde 1544. Graças ao seu livro “Magiae Naturalis”, onde publicou a melhor e mais completa descrição da câmara escura, recomendando seu uso como instrumento auxiliar para o desenho.

[CLIQUE AQUI PARA LER O SEGUNDO ARTIGO]


Essa foi a primeira parte do artigo sobre os principais inventores da fotografia. Como puderam perceber cada contribuição foi muito importante para o desenvolvimento da invenção. Até essa parte da história não era possível obter uma imagem revelada. Mas a técnica utilizada pelos pintores e desenhistas começava a evoluir. Por isso, até hoje, é difícil atribuir a fotografia apenas a um inventor.

Espero que tenham gostado de aprender um pouquinho mais sobre a história da fotografia. No próximo artigo falaremos sobre Niépce e Daguerre, e o tempo que levou para se obter a primeira fotografia relevada ainda existente.


Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

Facebook Twitter Instagram Pinterest  Flickr • SnapChat (diariodesereia)

FOTOGRAFIA

Fotografia: luz e paixão

FOTOGRAFIA: LUZ E PAIXÃO

E Deus disse: Haja luz. E houve luz.

Assim se deu o início de tudo, inclusive o da fotografia. Cresci acreditando no Amor e sempre tive a fotografia presente na minha vida. Para quem não sabe: sou fotógrafa e vocês podem conhecer um pouco do meu trabalho acessando minha página no facebook, meu site, perfil no flickr e instagram. E se quiser saber um pouquinho mais sobre a minha vida e o blog é só clicar aqui.

Essa paixão por registrar a vida vem amadurecendo junto comigo desde pequena. E hoje tenho prazer em compartilhar o que eu sei com pessoas que também tem esse desejo de aprender cada dia mais sobre a arte de fotografar.

Então, com o intuito de ajudar ao próximo – e fazer o que eu amo – resolvi dedicar um espaço no Diário de Sereia voltado para fotografia, onde eu vou escrever sobre tudo o que eu aprendi e tudo o que eu ainda irei aprender, pois acredito que conhecimento e amor precisam ser cada vez mais compartilhados. Assim como outras pessoas – profissionais ou não de fotografia – já me ajudaram, e ainda ajudam, dividindo suas experiências, eu também quero fazer o mesmo por vocês que me acompanham e compartilham dessa mesma paixão.

A fotografia possui muitos inventores e a sua história é fascinante. Por isso eu resolvi partir do princípio: luz. E em breve falarei mais sobre a sua descoberta, seus inventores, sua evolução e, claro, suas técnicas.

Para entender o princípio básico da fotografia você precisa saber que sem luz nada existiria.

A palavra fotografia, do grego, significa:

Foto – luz            Grafia – escrita

“Escrever com luz”, “Registrar a luz”, “Escrita da luz”.

É bem simples: A luz é uma onda eletromagnética que se propaga e transite fótons. Os fótons são captados pelos nossos olhos e compreendidos pelo cérebro. Sendo assim, a fotografia é a arte de reproduzir imagens pela ação da energia radiante em uma superfície fotossensível, como em uma filme fotográfico. O que os nossos olhos capturam e o cérebro compreende a fotografia reproduz e eterniza.

Espero conseguir transmitir e agregar conhecimento para vocês ao máximo. Eu tenho feito da minha fotografia mais uma forma de amar ao próximo e espalhar carinho. Compartilhar sorrisos, colecionar histórias e registrar momentos tão únicos na vida de alguém me faz ter esperança no mundo. E esse é o motivo que me trouxe até aqui com vocês.


Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

FacebookTwitter Instagram Pinterest  Flickr SnapChat (diariodesereia)