FOTOGRAFIA

Fotografia: luz e paixão

FOTOGRAFIA: LUZ E PAIXÃO

E Deus disse: Haja luz. E houve luz.

Assim se deu o início de tudo, inclusive o da fotografia. Cresci acreditando no Amor e sempre tive a fotografia presente na minha vida. Para quem não sabe: sou fotógrafa e vocês podem conhecer um pouco do meu trabalho acessando minha página no facebook, meu site, perfil no flickr e instagram. E se quiser saber um pouquinho mais sobre a minha vida e o blog é só clicar aqui.

Essa paixão por registrar a vida vem amadurecendo junto comigo desde pequena. E hoje tenho prazer em compartilhar o que eu sei com pessoas que também tem esse desejo de aprender cada dia mais sobre a arte de fotografar.

Então, com o intuito de ajudar ao próximo – e fazer o que eu amo – resolvi dedicar um espaço no Diário de Sereia voltado para fotografia, onde eu vou escrever sobre tudo o que eu aprendi e tudo o que eu ainda irei aprender, pois acredito que conhecimento e amor precisam ser cada vez mais compartilhados. Assim como outras pessoas – profissionais ou não de fotografia – já me ajudaram, e ainda ajudam, dividindo suas experiências, eu também quero fazer o mesmo por vocês que me acompanham e compartilham dessa mesma paixão.

A fotografia possui muitos inventores e a sua história é fascinante. Por isso eu resolvi partir do princípio: luz. E em breve falarei mais sobre a sua descoberta, seus inventores, sua evolução e, claro, suas técnicas.

Para entender o princípio básico da fotografia você precisa saber que sem luz nada existiria.

A palavra fotografia, do grego, significa:

Foto – luz            Grafia – escrita

“Escrever com luz”, “Registrar a luz”, “Escrita da luz”.

É bem simples: A luz é uma onda eletromagnética que se propaga e transite fótons. Os fótons são captados pelos nossos olhos e compreendidos pelo cérebro. Sendo assim, a fotografia é a arte de reproduzir imagens pela ação da energia radiante em uma superfície fotossensível, como em uma filme fotográfico. O que os nossos olhos capturam e o cérebro compreende a fotografia reproduz e eterniza.

Espero conseguir transmitir e agregar conhecimento para vocês ao máximo. Eu tenho feito da minha fotografia mais uma forma de amar ao próximo e espalhar carinho. Compartilhar sorrisos, colecionar histórias e registrar momentos tão únicos na vida de alguém me faz ter esperança no mundo. E esse é o motivo que me trouxe até aqui com vocês.


Me acompanhe nas redes sociais para não perder nenhuma novidade:

FacebookTwitter Instagram Pinterest  Flickr SnapChat (diariodesereia)

DIÁRIO

Uma breve apresentação

UMABREVEAPRESENTAÇÃO

Olá meus amigos!

A partir de agora faço parte deste blog lindo, criado e idealizado por minha querida amiga Ariel MoraesEntão vou me apresentando pra que nosso contato seja bem informal, agradável e amistoso.

Eu sou Vanessa Reis, tenho 36 anos, virginiana, carioca, fotógrafa, católica e escritora por hobby. Sou amiga, irmã, filha, na verdade sou bem família. Escrevo desde criança, aprendi com minha mãe a expressar o que sinto e vejo através da escrita!

Amo muitas coisas, primeiramente à Deus! Amo a natureza, os animais e flores. Amo música, sorrisos sinceros e abraços fortes! Amo estar com meus amigos verdadeiros e compartilhar com eles momentos importantes da minha vida. Adoro fotografar e capturar imagens com os olhos da alma! Gosto de escrever textos motivacionais, reflexivos, que possam de alguma forma tocar o coração das pessoas!

Costumo escrever com a alma e o coração, e a partir de hoje vou estar por aqui todas as segundas-feiras para começarmos a semana compartilhando muito amor e energia positiva! Então já temos um encontro marcado aqui no blog e não esqueça de curtir a página do Diário de Sereia no facebook para não perder nenhuma novidade.

Espero que meus textos edifiquem, fortaleça, confortem e acima de tudo toque seus corações!

Agradeço desde já a atenção de vocês, a confiança da minha amiga que dividiu seu sonho comigo, a minha família que é o meu porto seguro e a Deus que me deu o dom das palavras!

Um abraço.

 

DIÁRIO

Só temos uma chance nesse mundo

SÓ TEMOS UMA CHANCE

“Não morra sem viver”.

Li essa frase um dia desses em um post do instagram e desde então ela ficou martelando na minha cabeça. Afinal, é um sábio conselho. Refletindo sobre essa frase, comecei a analisar minha vida e enumerar questionamentos sobre a chance de ter uma vida mais feliz e saudável que ando desperdiçando.

O que eu estou deixando de viver?

Quantos sonhos estão esperando eu tomar coragem para realiza-los?

Do que eu tenho me privado?

Eu estou fazendo o que me faz, realmente, feliz?

E você? Já se fez as mesmas perguntas? Algumas de minhas respostas me deixaram assustada, de verdade. A lista de sonhos/planos/vontades que eu tenho guardado, que nunca tive coragem de colocar em prática, tantos projetos que poderiam dar certo, é maior do que eu esperava. E eu estou deixando tudo isso de lado a troco de quê?

Eu só tenho uma chance nesse mundo para viver plenamente e ser feliz. Uma chance de fazer a diferença e mudar o mundo, nem que seja só um pouquinho.

Eu tenho fôlego de vida, eu tenho saúde, então porque eu estou desperdiçando esse privilégio que Deus me deu?

Tá na hora de acordar para a vida, Ariel.

A partir de agora, e não depois ou amanhã, vamos todos viver. Ao acordar, a cada manhã, vamos todos agradecer, pois a gratidão pelo o que já se tem fortalece a alma. Vamos viver nossos sonhos, pôr em prática nossos projetos pessoais e fazer o que nos faz sorrir.

Eu posso. Você pode. E o mais importante: nós merecemos. Merecemos ter uma vida extraordinária! Pois é isso que Deus quer para os seus filhos. Só depende de mim. Só depende de você. Não é justo deixar que o medo nos mantenha acomodados em rotinas cansativas que não trazem satisfação pessoal. Nós só temos uma chance nesse mundo!

Então, não morra sem viver a vida dos seus sonhos.


Me acompanhe nas redes sociais:

FacebookTwitterInstagramPinterest • SnapChat (diariodesereia)

DIÁRIO

Um recomeço: Tudo novo, de novo.

RECOMEÇO

Se você nunca soube da existência do blog antes, seja bem-vindo! Eu te convido a me conhecer um pouquinho de nada aqui. E se você acompanhou o nascimento do blog e a minha trajetória entre 2014/2015 e não entendeu nada quando descobriu que o Diário de Sereia não existia mais, me desculpa a falta de jeito para me despedir e seja bem-vindo de volta nesse recomeço!

Esse é o primeiro post do novo Diário de Sereia e eu ainda não sei bem para qual direção conduzi-lo. Passei muito tempo afastada e aguardando tantas palavras dentro de mim, quase me sufocando, que agora tenho vontade de despejar tudo de uma vez só, mas sei que isso assustaria um pouco.

É incrível como tanta coisa mudou desde o dia que eu, simplesmente, desistir do blog sem nem realizar um backup do conteúdo que me dediquei tanto para criar. Vou ser sincera: as vezes bate um arrependimento, e as vezes nem tanto. Quando eu parei de escrever aqui estava passando por muitas mudanças na “vida real” e acabei deixando de lado o meu “cantinho na internet” e com o tempo fui desacreditando dos meus projetos pessoais e aceitando aquilo que a vida estava colocando no meu caminho. Eu precisei fazer uma escolha.

Talvez eu tenha me precipitado, mas naquela época eu não enxergava espaço na minha vida para continuar mantendo o blog devidamente atualizado. Hoje eu vejo que foi melhor assim, pois pude aprender e amadurecer mais. Não vou dizer que as escolhas que fiz foram erradas, mesmo que não tenham dado certo a longo prazo, deu certo por um tempo e foi o suficiente para mim. De alguma forma todos os tropeços que eu dei até aqui me deixaram mais confiante.

Recomeçar depois de um tempo tão longe não foi uma decisão tão simples assim. É claro que bateu a dúvida, o medo do novo – e do recomeço – está sempre presente em mim, mas tenho aprendido a acreditar mais no que eu sou capaz de fazer. Sem contar que eu estava quase enlouquecendo sem conseguir expor meus pensamentos, sem conseguir tirar todas as minhas ideias da cabeça e coloca-las em pratica.

Eu voltei com o blog por paixão.

Porque eu amo escrever, amo compartilhar o que eu sei e o que me inspira. E adoro a sensação de me sentir realizada com algo que eu fiz. Eu queria que todos pudessem ter esse sentimento nos seus trabalhos, estudos, na vida em geral. Realização pessoal independente do que os outros vão achar, porque sempre vai existir alguém com uma palavra de desanimo. Mas se serve de conselho, escute mais o seu coração e não desista dos seus sonhos/planos/projetos porque pode existir alguém se inspirando em você.

Por hoje é só, mas logo logo tem muito mais. Estou preparando tudo com muito carinho e espero de coração conseguir somar um pouquinho na vida de vocês, seja como for, e que gostem de passar um tempinho aqui comigo.